Foto: Wagmar Alves

Universidade inicia semestre letivo

Os corredores, salas de aula, auditórios e laboratórios ganharam vida na manhã desta segunda-feira, 9 de agosto, na PUC Goiás. Seguindo os protocolos de biossegurança e autorizada pela nota técnica Nota Técnica 08/2021, da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás, a universidade retoma parcialmente as aulas presenciais neste segundo semestre.

Da guarita às salas de aula, além do álcool em gel, máscaras, face shield e normas de distanciamento, os calouros e calouras encontraram um clima de acolhida. Os novos estudantes foram recebidos em todas as áreas pela coordenação de curso, direção de escola, membros do corpo docente e, também, pela Reitoria, que deixou palavras de boas-vindas aos acadêmicos, em todas as salas de aula e laboratórios visitados.

“Cada estudante que chega é uma história nova que passa a contribuir com esta instituição. Sua presença veio para qualificar a nossa universidade. Celebramos o retorno às aulas com muita acolhida e esperança. Façam desta casa, a sua casa”, declarou a reitora Olga Ronchi, durante visita às áreas, no turno matutino.

 Ela estava acompanhada da pró-reitora de Graduação, profa. Sonia Margarida Gomes Sousa e da pró-reitora de Extensão e Apoio Estudantil, Márcia de Alencar Santana, que reforçaram a acolhida aos estudantes, com palavras de incentivo.  

Mesmo com as máscaras, foi possível notar o olhar atento, curioso e de esperança entre os(as) calouros(as), que iniciam agora sua trajetória acadêmica, após um extenso período de estudos on-line, já que muitos acabaram de sair do Ensino Médio.

Já os(as) veteranos(as) tiveram a chance de reencontrar amigos e professores em um clima de alegria não visto desde o começo da pandemia. E também teve gente que viu o colega pela primeira vez, após um longo período de interação virtual, por meio da plataforma de aula e redes sociais.

Um (a) estudante, uma história

Para muitos estudantes, o ingresso na PUC Goiás é a realização de um sonho. Ser aprovado(a) no vestibular é uma conquista, após um período de preparação e muito empenho para passar no curso almejado. Pedro Leon, 19 anos, calouro do curso de Medicina, agora é estudante universitário após dois anos de cursinho.

A pandemia interferiu sua produtividade nos estudos, fator que demandou uma adaptação à nova realidade que o coronavírus trouxe para o mundo, mas isso não foi um empecilho para desistir do ensino superior. Em casa, a Medicina é uma área literalmente familiar.

Filho de pai médico, encontrou neste curso uma oportunidade para construir sua trajetória acadêmica e profissional. “Começo o curso com muita expectativa. Eu passava o dia todo no colégio e com a pandemia ficava o dia todo em casa, estudando. Escolhi a PUC, porque é a melhor universidade de Goiás”, disse o jovem.

O começo das aulas também é uma oportunidade para estabelecer novos vínculos. As novas estudantes do curso de Psicologia, Maria Luiza Araújo Passos e Natália Severich, ambas de 18 anos, já têm algumas referências em comum, além da expectativa para o início das aulas.

Maria é filha de mãe advogada e busca na PUC uma qualificação para atuar na Psicologia Jurídica e Natália cogitava prestar o vestibular para o curso de Direito, mas encontrou no curso de Psicologia seu verdadeiro caminho.

A gente veio de um ensino médio cursado na pandemia. Ficamos muito tempo no on-line e é muito bom ver as pessoas, com certeza aprendemos muito mais no ensino presencial”, relatou Natália.

Confira aqui, as orientações para o retorno às aulas presenciais.

Leia Mais
Acadêmicas da Agronomia lançam vaquinha virtual para empresa júnior