Novo sistema jurídico pós-pandemia é debatido por autoridades do tema

A formação em Direito passará por muitas mudanças, assim como outras áreas, depois da pandemia do novo coronavírus. As vivências durante o isolamento social indicam desafios e ensinam novas formas de ensinar e de atuar, em especial, no caso dos advogados e da justiça brasileira. Este vai ser o tema da live (Re)inventando o Direito nas imbricações entre tecnologia e sociedade, que será realizada pela Escola de Direito e Relações Internacionais da PUC Goiás em parceria com a Defensoria Pública do Estado de Goiás, no próximo dia 19 de maio, às 17 horas, no canal do Youtube da universidade, aberto à toda a comunidade. O evento integra o circuito Ciência em Casa da PUC Goiás.

O tema será debatido por um grupo de juristas e professores formado pelo juiz de Direito Aldo Guilherme Freitas, pelo defensor público Domilson Rabelo da Silva Júnior, pelos professores da PUC Goiás, José Eduardo Barbieri (Direito) e Danillo Alarcon (Relações Internacionais). O objetivo do encontro é uma conversa sobre o novo Sistema Jurídico que poderá surgir no Pós- Pandemia Global com as mudanças possíveis a partir das experiências vividas com o isolamento social.

Segundo o professor Barbieri, um dos organizadores do evento, a própria formação dos estudantes de Direito e de Relações Internacionais passarão por uma mudança focada na tecnologia 4.0. Para ele, a aproximação digital torna mais ágeis determinadas burocracias e rompe a gameficação processual. “Essas mudanças começam na universidade com uma mudança da forma de ensinar a lei, usando as experiências internacionais e vendo na prática como o cidadão pode melhorar o seu acesso ao sistema judiciário”, explica.

Na live, os profissionais vão discutir sobre como a tecnologia pode reduzir a desigualdade social a partir das experiências que já estão sendo vividas hoje, como as audiências on-line, o uso da legislação internacional para mudar as realidades locais e outros. “O estado não pode dormir, então temos que nos preparar para estar à disposição ininterruptamente”, conclui o professor.

Vestibular

Os cursos de Direito e Relações Internacionais, na modalidade bacharelado, estão com inscrições para novos alunos aqui. As aulas começam em 2020/2. Oportunidade para quem quer seguir carreira na área de Humanas.

O curso de bacharelado em Direito tem duração de cinco anos. Pela alta demanda, são ofertadas, nos turnos matutino, vespertino e noturno, mais de 900 vagas, sendo que é possível conseguir bolsa de 50% no Vestibular Social. Na PUC Goiás, o curso é estruturado em três eixos formativos: de formação fundamental, de formação profissional e de formação prática.

Já o curso de Relações Internacionais oferece 50 vagas e tem duração de quatro anos. É pioneiro no Estado e desenvolve atividades nas áreas de ensino, de pesquisa e de extensão com o objetivo de formar analistas internacionais com uma visão de mundo ampla e multidisciplinar e com capacidade de comunicação e de liderança. O projeto pedagógico é estruturado em três eixos: analista de política internacional, analista de cooperação internacional, e analista de comércio exterior.

Leia Mais
Live idealizada por estudantes trará debate plural sobre a carreira de internacionalista