Vamos tirar seu projeto do papel?

Última atualização:

Uma boa ideia, muitas vezes, fica apenas no papel ou na cabeça, porque faltam recursos para concretizá-la. Esta é a realidade de muitos quase empreendedores. Mas se a sua ideia vale a pena e pode se tornar um grande negócio, você pode ganhar até R$ 60 mil de investimento no Programa Centelha (Programa Nacional de Apoio à Geração de Empreendimentos Inovadores). As iniciativas podem estar ligadas à graduação ou à pós-graduação. Na última edição, a PUC Goiás foi a segunda colocada no ranking de ideias submetidas.

Mas você sabe como funciona o programa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) de subvenção econômica? Propostas inovadoras e empreendedoras podem ser inscritas até o dia 26 de outubro e garantir os recursos que farão com que possam se concretizar. A Fundação busca apoiar a geração de empreendimentos inovadores que vão movimentar o ecossistema de inovação do Estado, promovendo avanço econômico e social. Para participar, os projetos devem estar na fase de ideação ou de prototipação. Confira o edital.

Serão selecionadas 50 propostas para receber investimento de até 60 mil reais, mais uma bolsa por projeto no valor de 26 mil, capacitação técnica e possibilidade de network. No total serão R$ 4,65 milhões em investimentos. De acordo com professor Antônio Bandeira, coordenador da Agência de Inovação, a PUC Goiás tem plenas condições de propor ideias em todas as áreas.

Todos os candidatos da universidade receberão apoio da Agência de Inovação em conjunto com a Incubadora de Empresas e o Núcleo de Inovação e Tecnologia (NIT). De soluções para dúvidas burocráticas até a estrutura física das três unidades ligadas à PUC poderão ser usadas pelos estudantes na submissão das propostas.

Seleção em três etapas

A seleção acontecerá em três fases: Submissão das ideias inovadoras – quando os interessados apresentam a ideia, o problema que ela soluciona e a explicação da oportunidade; as características básicas da solução proposta; diferencial inovador frente ao que já existe no mercado; e quando há a identificação e perfil da equipe envolvida. Seguida da fase Submissão dos projetos de empreendimento – quando os selecionados detalham o plano de negócio executivo com o objetivo de demonstrar as chances da ideia virar um bom negócio, considerando equipe, produto, tecnologia, mercado, capital e gestão.  A etapa final é a Submissão dos projetos de fomento – que consiste no desenvolvimento de um Projeto de Fomento, com apresentação detalhada do cronograma físico financeiro da proposta e aplicação dos recursos de subvenção a serem recebidos.

Durante as três fases de seleção, os proponentes receberão capacitações gratuitas on-line ou presenciais oferecidas pelas Entidades Promotoras, Executoras e Rede de Parceiros do Programa, com o intuito de alinhar conceitos importantes, para que possam aprimorar suas ideias e projetos.

Temáticas

Serão apoiados projetos inovadores nas seguintes temáticas

  • Automação
  • Big Data
  • Biotecnologia e Genética
  • Blockchain
  • Design
  • Eletroeletrônica
  • Geoengenharia
  • Inteligência Artificial e Machine Learning
  • Internet das Coisas (IoT)
  • Manufatura Avançada e Robótica
  • Mecânica e Mecatrônica
  • Nanotecnologia
  • Química e Novos Materiais
  • Realidade Aumentada
  • Realidade Virtual
  • Segurança
  • Privacidade e Dados
  • Tecnologia Social
  • Tecnologia da Informação (TI)
  • Telecom

Centelha

A iniciativa é do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), operada pela Fundação Certi e, em Goiás, pela Fapeg.

Mais informações

Incubadora de Empresa PUC Goiás

Coordenador: Prof. Cárbio Waqued
E-mail carbiowaqued@gmail.com
Telefone: 62 99218-9858

Núcleo de Inovação Tecnológica – NIT

Coordenador: Prof. Marcos Lajovic
E-mail: marcoslajovic@hotmail.com