Protocolos de biossegurança: tudo que você precisa saber

Última atualização:

Saiba quais são os protocolos de segurança sanitária adotados quando você precisa vir à PUC Goiás

Em tempos de pandemia é necessário ressaltar que a PUC Goiás quer garantir a máxima segurança para a comunidade acadêmica. Visando esse objetivo, a instituição segue todos os protocolos de biossegurança recomendados pelos órgãos de saúde nacionais e internacionais.  

É importante que todos e todas, incluindo estudantes, professores e funcionários administrativos, estejam comprometidos com a adoção das medidas implementadas.

Prudência, colaboração, empatia e cuidado devem nortear as atividades presenciais. Confira, abaixo, o que você precisa saber desde a sua chegada à instituição, quando precisar usufruir os nossos espaços físicos.

AO CHEGAR

O acesso às áreas da universidade será feito pelas guaritas, onde todos passarão pelos protocolos de biossegurança definidos pelo Centro de Operações de Emergências (COE) e Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) e receberão informações sobre as medidas a serem adotadas na chegada e permanência na instituição.

Máscaras

É obrigatório o uso de máscara de proteção respiratória, que dever cobrir boca e nariz.

Aferição de temperatura

Será feita com uso de termômetros digitais, nos acessos aos câmpus e áreas.

Higienização das mãos

Uso de álcool em gel 70% nos acessos aos câmpus e áreas, nas entradas de salas e laboratórios, bem como espalhados pelos corredores e áreas de circulação.

Durante sua permanência

– Obrigatório o uso de máscaras cobrindo boca e nariz, em todos os ambientes e durante todo o tempo de permanência na PUC.

– Fazer a higienização das mãos ao acessar salas, laboratórios e outros espaços de ensino.

– Manter distanciamento de segurança, mínimo de 1,5 metros.

– Evitar grupos e aglomerações, mesmo em áreas abertas.

– Manter ambientes ventilados, evitando o uso de ar condicionado.

– Evitar tocar maçanetas, corrimãos e fechaduras.

– Respeitar demarcação de lugares feitos pela instituição para garantir a distância de segurança.

– Evitar o uso de elevadores e, quando necessário, higienizar as mãos ao tocar em botões.

Limpeza

A limpeza e desinfecção dos ambientes com álcool líquido 70%, assim como bancadas, bancos, maçanetas, apagadores, torneiras, carteiras, piso, interruptores, janelas, controles, serão feitas com maior frequência, assegurando os procedimentos entre um turno e outro.

Comunicados oficiais da universidade

Com as novas medidas restritivas governamentais, a PUC Goiás emitiu orientações gerais para a comunidade acadêmica, com base nos decretos vigentes em Goiânia/GO. Confira abaixo:

  • Orientações para as atividades acadêmicas na PUC Goiás no período de 1º a 7 de março de 2021 (confira aqui)
  • Orientações para as atividades acadêmicas na PUC Goiás no período de 8 a 14 de março de 2021 (confira aqui)

Orientações Gerais – Covid

CORONAVÍRUS

O que é?

Grande família de vírus que causam doenças que variam do resfriado comum a doenças mais graves, como a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers-CoV) e a Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars-CoV).

Como transmite?

A transmissão ocorre através de contato próximo com pessoas infectadas.

Sintomas

Os sintomas da Covid-19 são semelhantes ao de um resfriado ou gripe, incluindo tosse, febre, dor de cabeça ou de garganta, além da dificuldade para respirar. Se apresentar algum desses sintomas, procure o serviço de saúde para realizar o diagnóstico e tratamento.

O que fazer?

Estudante: não retorne à universidade caso tenha sintomas gripais. Contacte a Central Humanizada de Orientações sobre o coronavírus da Secretaria Municipal de saúde (3267-6123 ou 98599-0200) e informe a coordenação do seu curso.

Diagnóstico

O estudante, professor ou funcionário técnico-administrativo que for diagnosticado com Covid-19 deverá permanecer afastado e em isolamento até receber autorização médica para a retomada de suas atividades. Deve-se adotar cuidados para prevenir a contaminação de familiares e outros contatos.

Retorno

O retorno à universidade – de estudante, professor ou funcionário diagnosticado com Covid-19 – só poderá ocorrer com autorização médica. Caso os sintomas persistam após o término do período de afastamento recomendado pelo médico, deverá permanecer em isolamento domiciliar, até a liberação médica.

Etiqueta respiratória

Lavar regularmente as mãos com água e sabão ou usar álcool gel

Cobrir a boca e nariz com lenço descartável ao tossir e espirrar

Descartar o lenço no lixo

Higienizar as mãos após tossir ou respirar, e antes e após a ida ao banheiro

Evite tocar as mucosas dos olhos, nariz e boca

Recomendações

Evite aglomerações e ambientes fechados

Manter portas e janelas abertas, se possível, para circulação do ar

Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas

Se viajou para os locais de transmissão nos últimos 14 dias e apresentar sintomas, procure a unidade de saúde mais próxima