Fotos: Acervo Jesco von Puttkamer / PUC Goiás. Proibida a reprodução comercial sem autorização.

Universidade e BNDES iniciam campanha de financiamento coletivo

O Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia (IGPA) da PUC Goiás lançou na última semana a campanha de financiamento coletivo Memórias Indígenas, que visa o resgate de histórias e significados das imagens da Coleção Jesco Puttkamer – uma das mais famosas do Instituto – diretamente com os povos das etnias Yudjá e Waurá, provenientes do Xingu.

A Coleção Audiovisual Jesco Puttkamer da PUC Goiás é considerada uma das maiores sobre a história e as culturas dos Povos Indígenas no Brasil. São imagens e sons de 62 grupos sul-americanos coletados em quatro décadas de pesquisa. Sobre o projeto, o instituto explica: “precisamos da ajuda de representantes desses povos para identificar as histórias e os significados presentes nas imagens. Por isso, necessitamos de apoio financeiro para executar a qualificação desse material pelos Yudjá e Waurá”.

O projeto integra o programa Matchfunding BNDES+, que combina o crowdfunding (financiamento coletivo) com o aporte financeiro do BNDES. A cada R$ 1,00 arrecadado, o BNDES coloca mais R$ 2,00. No entanto, a campanha é no formato “tudo ou nada”, onde o dinheiro é devolvido aos colaboradores se a meta não for atingida. A meta de R$ 113 mil deve ser atingida até o dia 20 de fevereiro.

Como contribuir

Para contribuir com a campanha, basta acessar o site benfeitoria.com/memoriasindigenas, criado pelo instituto em conjunto com o BNDES. Para cada opção de doação, uma recompensa é ofertada pelo instituto. É possível fazer doações de R$ 20, R$40, R$ 75, R$ 100, R$ 200, R$ 500, R$ 1.000, R$ 3.000 e R$ 5.000. As recompensas vão desde créditos de agradecimento e certificados digitais, até recompensas físicas e visitas guiadas.

As doações podem ser feitas utilizando diversas opções de pagamento, incluindo cartão de crédito, com parcelamento opcional em até seis vezes. De todo o dinheiro arrecadado, 88% será utilizado para a realização do projeto. O restante será utilizado para o pagamento das recompensas (5%), das taxas financeiras (2%) e para a margem de erro estabelecida (5%).

Leia Mais
Inscrições para vagas do internato na Medicina vão até 6 de julho