Foto: BigStok

Como superar o caminho das pedras na redação

A hora de escrever um texto durante o vestibular é o momento que mais gera expectativas. Mas o que pode ser feito para superar as dificuldades?

Última atualização:

Em um vestibular, a redação é um dos momentos mais aguardados e inúmeras perguntas rondam as cabeças dos estudantes antes do vestibular: qual será o tipo de redação? Qual será o tema? Será muito difícil? O primeiro passo para se superar nesse momento é a calma. Não sofrer antecipadamente e se preparar conhecendo os diferentes gêneros e tipologias são grandes passos para fazer uma boa redação.

A prova de redação tem como finalidade avaliar a capacidade de produção e a visão crítica dos alunos sobre os fatos e o mundo em que vivem por meio do discurso escrito. Para a professora da Escola de Formação de Professores e Humanidades da PUC Goiás, Adélia Freitas, os alunos devem escolher o tipo de redação que mais dominam (dissertação, narração ou descrição) e ler a coletânea (conjunto de textos disponíveis nas provas abordando o tema da redação) quantas vezes forem necessárias para a compreensão do tema.

Outra dica fundamental é reservar um tempo para revisar o texto. Retirar ideias repetidas, trocar períodos longos e cheios de conjunções por frases mais curtas podem ser os diferenciais para uma boa redação. Outras dicas que devem auxiliar os estudantes são a utilização da ordem direta (sujeito + verbo + complemento) e uma revisão gramatical, além de evitar o abuso de citações e a fuga do tema.

Principais erros

A professora Adélia destaca que os principais erros dos estudantes são a falta de uma boa base de leitura crítica e treino da escrita. Segundo ela, muitos alunos, geralmente por falta de atenção, acabam produzindo um texto em uma tipologia diferente daquela que escolheu na prova.

“Por falta de conhecimento e emprego da estrutura textual, demoram demais a entrar no tema, ou o tratam de forma muito superficial, ou até mesmo fogem ao tema. Às vezes, copiam a coletânea, ou grande parte dela. Trazem para o texto escrito as marcas da oralidade, termos chulos, e/ou a famosa internetês. Alguns dão um tratamento muito raso ao tema e não conseguem argumentar”, detalhou a professora.

Em tempos de internet e redes sociais, muitos estudantes se atentam apenas aos títulos, chamadas, resumos, imagens ou partes destacadas dos textos, realizando apenas uma leitura superficial. Para superar isso, o candidato deve se perguntar sobre o tipo de leitura que tem feito nos últimos anos.

Dicas para não “zerar” a redação

Na hora da avaliação, alguns detalhes podem ser decisivos para que o aluno consiga bons resultados. O nervosismo, a pressa e a falta de atenção devem ser deixados de lado na hora de fazer a prova de redação, pois são fatores que contribuem para que os vestibulandos tenham alguns “brancos” ou que tiram a atenção dos estudantes para algumas regras que devem ser seguidas. Conheça algumas dicas para não zerar na prova.

  1. Fugir do tema proposto pela avaliação é um dos pontos que fazem muitos alunos zerarem a redação. Para não cometer esse erro, é preciso ter atenção nas propostas de texto. Se o tema solicitado for, por exemplo, culto ao corpo na sociedade contemporânea, o estudante não deverá desenvolver uma redação sobre meio ambiente ou bebidas alcoólicas, ou seja, sem ter vínculos com o eixo temático proposto.
  2. A redação também não deve ter uma extensão inferior a sete linhas e nem ser transcrita para a folha definitiva a lápis. No primeiro caso, será anulada por ser considerada insuficiente. Já no segundo, o texto deverá ser apresentado à tinta pelo fato de a folha definitiva da Prova de Redação em Língua Portuguesa ser considerada um documento.
  3. Letra ilegível ou incompreensível e problemas graves de domínio da norma padrão que comprometam a compreensão do texto também são pontos que podem fazer com que o aluno tire nota zero na redação. O vestibulando deve se atentar na execução de um texto claro, objetivo e com letra legível para que os avaliadores não tenham dúvidas quando lerem o texto (lembre-se que eles terão apenas uma oportunidade para entender a sua redação. Portanto, não perca a chance!).
  4. Identificação do candidato na avaliação fora do local apropriado. O vestibulando não deve escrever o nome ou qualquer outro sinal que possibilite sua identificação na prova, sob pena de ter a redação anulada.
  5. Plágio também é um dos motivos que mais levam os vestibulandos a zerarem a redação. Sinais de que a redação do candidato seja uma cópia, ainda que parcial, da coletânea ou de outros textos, são responsáveis pela sua eliminação. A prova do aluno deve ser original e os textos presentes na sugestão de redação devem servir apenas como apoio. Além disso, avaliações com frases com xingamentos ou insultos também serão eliminadas.
Leia Mais
Consultoria ambiental no caminho dos biólogos do futuro