A Itália espera por você!

Sua chance de fazer intercâmbio chegou. Saiba os tipos de bolsa que o governo italiano oferece para estudantes estrangeiros

A primeira universidade do mundo surgiu na Itália, em Bolonha, no ano de 1088, fato que é um marco mundial para a ciência. A história nos mostra que esse país sempre contribuiu ativamente para o desenvolvimento científico e, não por acaso, gênios como Leonardo da Vinci e Galileu Galilei, fundadores do método científico, são italianos.

Palestra realizada pela Embaixada da Itália no Brasil em parceria com a universidade e PUC Idiomas. Foto: Wagmar Alves

Dando continuidade a esse legado, a Itália desempenha atualmente um papel relevante no ensino superior internacional e a boa notícia para você, estudante de graduação, que sonha em alçar voos mais altos além das fronteiras brasileiras, é que o governo italiano concede bolsas para estrangeiros com a duração de 6 ou 9 meses, que permitem uma temporada de intercâmbio no país italiano em qualquer uma das universidades estatais reconhecidas pelo Ministério da Educação daquele país.

Quais são as opções de bolsas?

Segundo a chefe do Departamento Escolar da Embaixada da Itália, Patrizia Magnasco, o governo italiano oferece atualmente dois tipos de bolsas.

A primeira chamada Invest your talent in Italy, é uma oportunidade de internacionalização das empresas italianas que acolhem estudantes para a prática de estágio. No geral são admitidos acadêmicos da área de Engenharia, Arquitetura, Design, Economia e Administração que tenham os pré-requisitos descritos no edital e, além das aulas na universidade, o estudante também pode fazer uma experiência de trabalho em alguma empresa parceira do projeto.

Caso aprovado (a), vale destacar que você precisa ter em mãos esses documentos: passaporte, visto de entrada para a Itália, declaração de atribuição da bolsa, carta de pré-inscrição na universidade e uma cópia da apólice de seguro de saúde.

Como o edital é publicado no site do Ministério do Exterior italiano anualmente entre os meses de novembro a janeiro, já é bom fazer um planejamento prévio para providenciar a documentação exigida pelo programa.

Confira os requisitos necessários para inscrição no programa clicando aqui. Leia o edital aqui.

A segunda oportunidade é a Study in Italy, cujas inscrições foram prorrogadas até o dia 7 de junho e oferece cursos de língua italiana, além da oportunidade de cursar um mestrado ou doutorado de pesquisa. Vale ressaltar que é exigido certificação de proficiência na língua italiana ou inglesa, já que em muitas universidades da Itália muitas disciplinas são lecionadas em inglês.

O valor das bolsas mencionadas é de 900 euros por mês, benefício concedido pelo governo italiano, de forma que o estudante possa arcar com suas despesas durante o intercâmbio.

Mais informações sobre esse programa especificamente podem ser conferidas na página da Embaixada Italiana no Brasil, clique aqui.

Os bolsistas ficam isentos das taxas acadêmicas. A escolha da hospedagem, como ressalta a chefe do Departamento Cultural da Embaixada da Itália, Alessandra Crimi, fica por conta do estudante, que pode optar pelo alojamento oferecido pela própria universidade onde vai fazer o intercâmbio.

Todas essas informações foram socializadas na manhã desta quinta-feira, 30, durante uma visita das representantes da Embaixada à Escola de Artes e Arquitetura da PUC Goiás, no auditório da Área 3, evento realizado em parceria com a PUC Idiomas e a Coordenação de Cursos, Eventos e Projetos Especiais.

Assessoria de Relações Internacionais

Na PUC Goiás, o departamento responsável que orienta os estudantes sobre as oportunidades de intercâmbio é a Assessoria de Relações Internacionais (ARI), que fica localizada na Área 4 (Praça Universitária), no prédio da Reitoria da instituição. No momento, uma acadêmica da instituição realiza intercâmbio na Universidade de Ferrara, na Itália e a PUC também tem convênio bilateral com a Universidade de Perugia e a Universidade de Padua, ambas localizadas em território italiano.

O assessor de Relações Internacionais da PUC, prof. Paulo Gonzaga, ressalta que caso o estudante tenha bolsa do Prouni ou OVG esse benefício não é perdido durante o intercâmbio. Em caso de mobilidade, o acadêmico continua pagando os 20 créditos da mensalidade, aqui na universidade.

O contato com a ARI pode ser feito presencialmente no endereço mencionado, pelo telefone 3946-1239 ou pelo email: ari@pucgoias.edu.br

Leia Mais
Futuro profissional começa antes de escolher carreira