Fotos: Weslley Cruz

Portas abertas para a universidade

Como escolher uma carreira? Um desafio e tanto para quem está no Ensino Médio. Com uma média de 17 anos é preciso declarar aptidão para uma profissão pra vida toda. Ooops! Este já é um tabu superado. Pesquisas indicam que em média cada pessoa terá quatro carreiras durante a vida, então vamos escolher com calma e sem drama.

Para dar suporte necessário aos jovens estudantes de Goiás, a Coordenação de Admissão Discente da PUC Goiás participa e apoia organização de Feiras de Profissões nas escolas de Ensino Médio e também mantém o projeto PUC Portas Abertas, que recebe alunos para conhecer os câmpus da universidade. Na programação, palestras com professores e coordenadores dos mais de 40 cursos da instituição e momentos de prática para os alunos terem contato direto com as profissões.

“O caminho é longo, mas nosso objetivo é ajudar a decidir e a escolher de forma mais acertada a partir da apresentação do que é seguir determinada profissão”, explicou o professor Alexandre Ribeiro, coordenador de Admissão Discente. Um dos colégios visitados neste ano foi o Visão, em Goiânia, que recebeu a equipe da PUC Goiás, de 1º a 5 de abril. Mais de 500 estudantes participaram da programação com bate-papo sobre profissões e oficinas com experiências de Física, Tribunal do Júri e simulador de voo.

Segundo André Stuart, orientador acadêmico do Colégio Visão, a vivência com a universidade permite uma nova motivação aos alunos. “O aluno de ensino médio tem uma carga de estudo muito grande e tem dificuldade de criar metas e objetivos para justificar esse estudo. Traz a parte prática, fomenta expectativa e traz uma razão para se dedicar”.

Outra escola que recebeu a PUC Goiás foi o Colégio Arena, também em Goiânia. Cerca de 700 alunos participaram de palestras e da prática com os cursos, de 8 a 12 de abril. O coordenador de Eventos do Colégio Arena, Thiago Francisco Miranda, reafirma a importância deste bate-papo com quem já escolheu e exerce uma profissão. “Temos trabalhado para que eles experimentem um pouco destes universos”.

A feira despertou curiosidade e ajudou a pensar nos caminhos. Para Daniel Paro de Carvalho, aluno do 2º ano do Visão, a feira foi um marco decisório. Vindo de uma família de médicos, mas com grande aptidão para Exatas, ele tinha dúvidas sobre qual carreira escolher. “Eu decidi que eu quero fazer Engenharia Civil, muito por causa do que eu ouvi”.

O projeto de bate-papo sobre as profissões é realizado a partir da solicitação das escolas de ensino médio. Além disso, a universidade recebe visitas das turmas. Para agendamento: 3946-1575.

Leia Mais
Quer estudar na PUC? Saiba como entrar!