Fotos: Wagmar Alves

Engenheiros: solucionadores de problemas

curso
Engenharia Civil
duração
10 semestres
turnos
Matutino, Vespertino ou Noturno
Formas de Ingresso
Vestibular, Prouni, Fies e Transferência

Os engenheiros civis podem atuar desde a construção civil até a gestão empresarial. Ainda existem importantes colocações nas áreas de projetos de edificações, infraestrutura urbana e estradas. Da formação, todos eles levam uma habilidade específica: resolver problemas. Por isso são os profissionais mais chamados na hora de uma crise ou de um grande desafio. Você duvida?

A formação ampla do engenheiro civil permite que possam buscar outras formas de trabalho para além das obras e sobrevier às intempéries do mercado. Estão à frente de empresas, indústrias e estatais com a criatividade e a capacidade de autoaprendizagem que garantem soluções eficazes para as mais diversas áreas.

A gestão é uma das áreas em que estes profissionais se destacam. O diretor de Construção e Incorporação da Terral Incorporadora, Marcelo Borges Silva, começou a trabalhar logo após o final do curso, no final de 1991, na PUC Goiás. Ele atuou durante dez anos com terraplanagem e pavimentação. Depois, fez a primeira especialização em 2002, na FGV, com foco em gestão, e migrou para a engenharia civil. “Já entrei com um olhar de negócio, para empreender”. Em 2014, ele voltou a se qualificar, desta vez com uma pós-graduação na Fundação Dom Cabral.

E foi o curso de Engenharia Civil que o permitiu chegar onde está hoje e que o faz vislumbrar o topo da hierarquia executiva. “Quero ser presidente um dia”. Hoje, como diretor, conseguiu ser sócio de uma das empresas do grupo, e atua nas duas frentes. Na incorporação, que toma 80% do seu tempo, o foco é a originação do negócio, desde a negociação de áreas, a definição do produto até a estratégia de venda.

Na construção, ele coordena outro time que cuida das obras, desde o padrão até o prazo. Atualmente, ele está envolvido com 4 obras, são mais de 100 pessoas em cada obra e 72 pessoas, no back office, onde ele atua. “A Engenharia me deu a base, o potencial analítico e o conhecimento de uma obra, e este é um diferencial na minha área”.

Para ele, o curso de Engenharia Civil é uma porta aberta para a liderança, que deve começar a ser exercida desde o estágio. “É importante ter experiência em relacionamento. A prática é determinante. Tem que saber conversar, convencer e aprender a liderança”.

Perfil profissional

Para se tornar um engenheiro civil, são importantes algumas características: facilidade com raciocínio lógico, matemática, física, boa leitura e interpretação de textos, capacidade interdisciplinar, curiosidade, proatividade e disciplina, sobretudo nos estudos. Esta é a dica do professor e coordenador do curso da PUC Goiás, professor Luiz Álvaro Júnior.

“Para acompanhar tal desenvolvimento, o engenheiro precisa inicialmente ser proativo para entender as mudanças e acompanhar a velocidade com que elas ocorrem. Outro fator que se deve ficar atento é a capacidade de especialização, pois cada vez mais o mercado exige profissionais altamente capacitados em áreas específicas”, explica o coordenador.

No mercado de trabalho, as oportunidades vão desde o planejamento até a gestão. São reverenciados os perfis comunicativos, adeptos das novas tecnologias e que conseguem aprender com facilidade, aplicar teorias em sua rotina diária de trabalho e que solucionar problemas.

O curso

O corpo docente do curso de Engenharia Civil é formado, em sua maioria, por professores mestres e doutores que orientam pesquisas variadas de grupos específicos. Outro ponto positivo é que o corpo docente é formado por profissionais experientes em suas áreas de atuação, trazendo a prática profissional para dentro da sala de aula.

Em todas as áreas de destaque da Engenharia Civil, o curso possui pesquisas em andamento. Elas são realizadas com o auxílio de bolsas para iniciação científica, parte como alunos voluntários. A infraestrutura do curso, na Escola de Engenharia, conta com maior número de laboratórios do Estado de Goiás, voltado para a prática acadêmica e para as pesquisas.

Oportunidades e apoio estudantil

O curso de Engenharia Civil oferece 360 vagas divididas nos turnos matutino, vespertino e noturno. São pelo menos dez períodos ou cinco anos até o final da graduação.

Após a aprovação, os alunos podem contar com programas de Apoio Estudantil, como bolsas da OVG e do Prouni. Também podem ser aprovados nos processos seletivos para bolsas de Monitoria e Iniciação Científica, além das vagas de estágio. O curso também admite o financiamento Pode PUC, de iniciativa institucional, que facilita o pagamento das mensalidades de forma que estudante pague metade das parcelas durante a graduação e a outra metade posteriormente.

Durante todo o curso, o aluno também pode integrar grupos de suporte oferecidos pela Coordenação de Assuntos Estudantis (CAE), contar com apoio psicológico gratuito ou a valores abaixo do mercado, a partir de parceiros, e se candidatar a vagas em oportunidades únicas que só uma universidade com o tamanho e o prestígio da PUC Goiás podem oferecer, como intercâmbios, workshops e grandes eventos científicos e comunitários de alcance regional, nacional e internacional.

Leia Mais
Mulheres como protagonistas da ciência